Todas as notícias

EENE - MOSQUETÃO DE OURO - MONTANHISMO E SOCIEDADE!!

08 Mai 2018   Publicado por Janine Falcão/PB

Salve salve comunidade escaladora!

A notícia de que ganhamos o Mosquetão de Ouro já foi estampada em todas as nossas mídias mas, faltava registrar por aqui! A ideia é explicar o significado desse prêmio, como ele pode ser e FOI conquistado! Para isso vamos usar informações diretas da página da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada.

Vamos lá!

O que é o Mosquetao de Ouro?

O Mosquetao de Ouro é uma premiação que visa a celebrar a paixão, o espírito, os valores e os feitos do montanhismo brasileiro. Lançada pela CMBE em 2015, inspirada no prêmio Piolets d’Or.

"O prêmio tem como objetivo incentivar o estilo ético de ascensões e conquistas de montanhas, da abertura de trilhas e de vias de escalada, e das ações desenvolvidas em favor do esporte e das montanhas. Inovação, experiência, respeito, compromisso, autonomia, e feitos atléticos são as bases do Mosquetão de Ouro".

Desde 2015 são premiados atletas e personalidades, em diversas áreas de atuação do montanhismo, estes empenhados em engrandecer o esporte, explorando os limites do possível em suas respectivas áreas de atuação e ajudando perpetuar a conexão do homem com a natureza, alimentando a chama do engajamento por uma vida livre e ao ar livre.

O Mosquetão de Ouro é tanto uma celebração de experiências extraordinárias, como uma reflexão sobre os valores e cultura do montanhismo, feitos realizados em prol da comunidade montanhista e das montanhas.

O objetivo específico do Mosquetão de Ouro é envolver a comunidade montanhista em um debate sobre as realizações do montanhismo brasileiro no último ano através de CINCO categorias de premiação, seja com feitos atléticos ou para o aprimoramento da organização do montanhismo. A exceção está na categoria Vida nas Montanhas, que considera todo o conjunto da obra do montanhista, ao longo da sua vida.
E como chegamos a ganhar esse prêmio?

Fomos indicados e enquadrados na categoria Montanhismo e Sociedade (premia pessoas cujas ações ajudaram a preservar os valores do montanhismo, bem como o seu desenvolvimento e organização. Essa categoria busca privilegiar as ações de caráter nacional, regional ou estadual, pode ser conferido a pessoas, instituições, gestores de Unidades de Conservação, entre outros, desde que estejam ativos entre o período de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2017).

E como ocorre essa indicação?

A indicação SEMPRE é feita pelo público através de formulário online, onde são preenchidas as informações solicitadas para a candidatura. Este ano foi realizada até o dia 23 de março.

E quem nos inscreveu?

NÓS MESMOS! amigos escaladores/simpatizantes do EENe! A inscrição foi realizada de forma individual. Não sabemos quantos inscreveram o EENe mas, a ideia surgiu após um dos nossos colegas apontar a possibilidade de ganharmos este prêmio diante da grande relevância do EENe para nós mesmos e para o desenvolvimento da escalada brasileira.

A seleção dos indicados foi realizada pela Comissão Mosquetão de Ouro 2018 e depois apresentada ao público através de seus nomes e feitos no site www.rionasmontanhas.com (edição de 2018). Com votação aberta ao público até 23h59 do dia 03 de maio de 2018.

...

E assim foi!

Quem quiser saber sobre todo o processo desde a inscrição, votação e premiação é só dar uma espiada no link http://www.rionasmontanhas.com/mosquetao-de-ouro/.

Registro mais uma vez o orgulho de fazer parte disso tudo!

Foi emocionante! A vibe do Nordeste se espalha cada vez mais entre a galera das outras regiões!

Abraços!!

|

MODO ALEGRIA: NOVAS VIAS E GRANDES PARCERIAS!!!

19 Abr 2018   Publicado por Janine Falcão/PB

Galera!!!!

O tempo anda correeeeendo por aqui! É tanta coisa para pensar e aprontar para a próxima edição do EENe que o site termina ficando meio quietinho mas, estamos aqui, firmes e fortes trazendo sempre notícias boas!!

Vem mais um feriadão de trabalho por ae!! E a satisfação do feriadão da Semana Santa ainda está a flor da pele. A galera que marcou presença trabalhou VALENDO e saíram cerca de 12 vias, 11 esportivas e uma tradicional que já se encontra com 160m. A galera não brincou em serviço!!! A graduação das vias é a nossa satisfação MOR. Temos vias de 4º, 5º, 6º e 7º grau, ou seja, o modo acessibilidade foi acionado de maneira feliz!!

Algumas vias por ordem de graduação foram:

Ataque das mutucas - IVsup

Esquina das pontas - V

Torcicolo - Vsup

Toma mais uma Patu - 6

Patu é pau - fenda - 7a/b

Outra novidade boa são as parcerias já fechadas para o EENe. Como mencionei no post anterior a Prefeitura de Patu fez questão de ajudar, mostrando interesse, fechando CERTEZA em apoiar o nosso esperado evento. As demais parcerias foram renovação de voto de confiança!!! a Deuter e Buffalo Wax mais uma vez saíram na frente como patrocinadoras!! Como time apoiador temos, Conquista, Bonier, Santa Barbara Imports, Sapo Agarras e Mbuzi! Até então!!! ;) 

Já somos mais que gratos!

É isso!

Entre uma escaladinha ou outra estamos sempre cobrando uns aos outros sobre os detalhes da organização do EENe. Desde já, VAI SER MASSA!! Já já voltamos por aqui!

Abraço a todos!

Não deixe de acompanhar as novidades aqui no site e nas redes sociais:

Instagram: @eene_oficial

Facebook: facebook.com/encontrodescaladoresdonordeste

|

FELIZ PICO NOVO!!!

16 Fev 2018   Publicado por Janine Falcão/PB

Salve, salve comunidade escaladora!

Confesso que demoramos um cadinho para iniciar o ano por aqui masssss, há quem diga que o ano só começa depois do Carnaval e tal.. ;) [rs!] 

Primeiro, vamos bater palmas mais uma vez para o sucesso do EENe de Brejo da Madre de Deus! 

Agora, sem mais delongas, vamos as boas novas! ;) 

Finalmente estamos anunciando a sede da 17ª edição do EENe. O nosso tão esperando encontro será realizado no Rio Grande do Norte entre os dias 15 e 18 de novembro, e o melhor? Vai ter pico novo, sim senhor! A cidade sede será o município de Patu!! 

E onde danado fica isso?

A Cidade que se formou no pé de uma serra, denominada Serra de Patu, está localizada no Oeste Potiguar a uma distância de 310 km da capital do Estado (Natal). e possui uma área de 303,5 km² e uma população de aproximadamente 12 mil habitantes. 

Patu é GRANDE!! e há anos vem se destacando por seu grande potencial turístico em vários segmentos: religioso, cultural, ecológico e também o turismo de aventura. Em relação a escalada, desde 2013 nossos amigos potiguares começaram a desbravar a Serra de Patu e hoje já totalizamos 52 vias para todos os gostos, entre elas a Morada dos Deuses com 720 metros (croqui), considerada a maior via de escalada do Nordeste.

É isso!

Por agora estamos trabalhando furando pedra! E com certeza a intenção é no mínimo dobrar o número de vias existentes! Para isso, a Associação de Escaladores do Rio Grande do Norte - AERN conta ainda com ajuda de escaladores de diversos estados e ainda com a importante parceria já estabelecida, a Prefeitura de Patu. Como  já dissemos por aqui, "Juntos somos mais fortes e unidos faremos a diferença!

Em breve volto aqui pra contar o que aprontaram durante o Carnaval, no CARNAPATU! ;)

É isso!

Abraço a todos!

Não deixe de acompanhar as novidades aqui no site e nas redes sociais:

Instagram: @eene_oficial

Facebook: facebook.com/encontrodescaladoresdonordeste

|

VÍDEO EENE 2017 EM BREJO COM DRONE!

20 Out 2017   Publicado por Caui Vieira/PE

Olha esse vídeo incrível feito durante o II Festival de Escalada Tradicional, que aconteceu durante o EENe desse ano em Brejo da Madre de Deus!!

Imagens do Cezar Augusto, edição de Miguel Alejandro!

16º Encontro de Escaladores do Nordeste 2017 from Fox Films on Vimeo.

|

SUCESSO! 16º EENE EM BREJO DA MADRE DE DEUS POR CAUÍ VIEIRA

30 Set 2017   Publicado por Caui Vieira/PE

Aconteceu entre os dias 7 e 10 de setembro a 16º edição do nosso tão querido e esperado Encontro de Escaladores do Nordeste. Como todos sabem, sete anos depois, Brejo da Madre de Deus, Pernambuco voltou a ser sede do EENe, dessa vez com mais 200 vias de escalada.

Cheguei uma semana antes, com o carro lotado até a tampa, junto com Eveline e Maitê (a mais nova participante do EENe, no auge dos seus três meses de vida). Fiquei feliz por estar de volta à Brejo, pois após mais de 10 anos morando pertinho, agora estou a mais de 700km de lá. Sem falar na ansiedade após mais de um ano de preparativos pra que desse tudo certo no evento, lá estávamos, tinha começado (mesmo sem ter começado)!

Já tinha uma galera por lá, fora os locais, Vitor de Recife foi o 001 a chegar, sabe lá quantas semanas antes...Nosso convidado Gabriel Veloso e a Patrícia também não deram mole e chegaram com bastante antecedência.

De domingo até quarta-feira, Heraldo e eu rodamos todas as trilhas principais colocando plaquinhas e fitas de sinalização pra que a galera chegasse facilmente nos setores, localizando as vias, sem perda de tempo! Babau já tinha feito o trabalho de reabertura de todas elas ao longo do mês que antecedeu o evento, um trabalho suado que ficou nota 10!

Terça consegui até escalar! Claro, em prol do bom andamento do evento. Fui com o Luiggi pra Bicuda, subimos pela Pereba Arcáica e descemos pela esquerda, pra fixar uma corda no início da Inominável, facilitando o acesso de quem viesse depois pra escalá-la, não seria necessário ir até o cume, depois rapelar, bastava subir uma enfiada da Rei das Coxinhas e uns 15m prussikando pra encarar o VIIb misto mais clássico do nordeste! Infelizmente não soube de ninguém que encarou essa belezura durante o EENe, mas ok, ela continua lá.

Quarta-feira já tinha gente de todo canto na cidade, e de noite chegou praticamente a Paraíba inteira, faltou um camarada de lá, mas dele falamos depois. A noite que antecede o evento é sempre uma noite agitada, os bondes chegam de todos os lugares durante quase toda a noite, e na manhã seguinte está todo mundo lá!

Quinta-feira, primeiro dia de evento, chuva! Chuva mesmo! Os dias anteriores foram de sol intenso, mas hoje o dia seria diferente. Fiquei no alojamento fazendo o cadastramento dos participantes enquanto alguns se arriscavam procurando algo seco pra escalar, sem sucesso. Confesso que deu um certo medinho de que o evento "babasse" de vez, mas como sei que chuva é psicológico, continuei confiante de que todos iriam se divertir muito! após as 14h o tempo abriu, alguns setores secaram q a galera foi igual loucos escalar! O setor do Estrago bombou!

À noite começamos a programação com nosso "mestre de cerimônia" Marcelo Xavier, um rapaz de criatividade surpreendente que quase matou de rir metade dos inscritos. Entre um causo e outro que ele contava, o nosso convidado Júlio "Fraaaaaaaaancês!" fez uma palestra super empolgante e motivadora contando como ele e seu parceiro Tiago minhoka se prepararam e escalaram a via The Nose em 20 horas, um show de técnica e betas para escalar rápido. Depois foi aquele bom e velho sorteio dos brindes mais incríveis!! Teve livro, magnésio, agarras, camisetas, diárias, fingerboard, mochila etc. etc.

Sexta foi dia de Festival de Escalada Tradicional, encaixamos no EENe a segunda edição dessa brincadeira que fizemos em 2012: Duplas de escaladores tem um prazo pra escalar o maior número de vias possível, cada via tem uma pontuação, no final do período (dessa vez apenas 12h) a dupla que tiver somado mais pontos vence! Os vencedores foram Júlio Francês e Tiago Minhoka, escalando as 7 vias mais valiosas da lista, seguidos por Formiga e Graciane, e em terceiro lugar, Rafael nonato e Junior Manoel.

As atividades noturnas começaram com uma homenagem à figura mais representativa do EENe e da escalada no nordeste: Wolgrand Falcão. "Vucabrás" faleceu esse ano e seria impossível não lembrarmos da sua alegria e irreverência, veja o vídeo clicando aqui. Em seguida tivemos a palestra da Branca Franco, que contou belas histórias de suas escaladas mundo afora, em especial a primeira ascensão feminina brasileira ao Fitz Roy, e a escalada da Esfinge, no Perú. Deixando uma mensagem que acho importantíssima, com relação à busca da autonomia feminina nas escaladas!

Sábado foi um dia com clima perfeito, até uma chuvinha que não assustou ninguém caiu do céu, mas foi só pra refrescar, teve festival de cadena na Andróide nº 6 (8a) na Bicuda, e mias uma vez, fila na Costas Quentes (Efeito #50viasclássicas), não é pra menos, a via é irada! Consegui nesse dia mais uma trégua e fui de tarde com o Brito pra Bicuda, o Dago entrou na cordada e escalamos a via Casa Mal-Assombrada, essa eu não fazia a cerca de 07 anos, suei nos regletinhos de um dedo do crux mas não deu pra cair, cume da Bicuda pra fechar o evento, eu e uma galera lá em cima!

A noite do sábado foi agitada, começou com a premiação do Festival Tradicional, onde a dupla vencedora levou pra casa um jogo de costuras especialmente cedidas pela Climb Tech, além de um troféu confeccionado com sucata pelo artista local Luiz Carlos (LC), que deixou todos de queixo caído com suas peças! E a palestra do dia foi ministrada pelo Eduardo Mazza, o Formiga, que contou toda sua trajetória no montanhismo, com uma simplicidade impressionante! De Curitiba ao topo do Fitz Roy (duas vezes), passando por belas cidades na Bahia, onde abriu muitas belas vias, sempre buscando contribuir não apenas para seu próprio desenvolvimento, mas também pro de seus companheiros e dos lugares por onde passou. E tome brindes! Nesse dia teve até crash pad da Mbuzi na brincadeira!

Domingo nos reunimos com os representantes dos estados do nordeste para passar um pouco da experiência que tivemos organizando o evento esse ano e eleger as próximas sedes, que ficou assim: Rio Grande do Norte 2018 (à definir); Bahia 2019 (São Desidério); Ceará 2020 (Tejuçuoca).

Ao longo do evento tivemos também várias oficinas, os iniciantes, mais conhecidos por aqui como MULAMBOS tiveram oportunidade de brincar todo dia nas oficinas ministradas pela Janine, Rômulo e Silas. O Gabriel Veloso ofereceu uma oficina muito elogiada de treinamento mental, onde mostrou diversas técnicas pra desenvolvimento do aspecto psicológico dos escaladores, tudo baseado no Caminho do Guerreiro da Rocha, um clássico da literatura de escalada. Formiga passou toda sua experiência na oficina de proteções móveis, botando todomundo pra por a mão na massa nas fendas do setor dos desenhos. O André Zaponni e a galera do Slack Camisa Florida mandou ver nos highlines de Brejo, com oficina e fitas esticadas pra todos provarem a brincadeira. A Tribo da Trilha montou um muro de escalada indoor, em plena praça, que fez com que a molecada da cidade se divertisse bastante durante o feriado.

Isso foi um pouco do que aconteceu, visto dos olhos de quem trabalhou, mas se divertiu muito, ficando muito feliz com tudo que aconteceu, com a vibe da galera, com a participação impressionante de exatos 228 inscritos (fora os penetras), o maior número de inscritos em todas as edições!!

Agradeço a todos que saíram de sua cidade pra andar de 200 a mil e tantos km até uma cidade do interior de Pernambuco pra subir nas pedras de lá! Obrigado Eveline, que me aturou correr atrás das coisas do evento nesse ano de muitas mudanças pra nós, à Janine Falcão, que dividiu todas as broncas e conquistas desde o início desse trabalho, ao Neudson, que fez mágica pra que tudo tivesse nos trinques na data do evento, inclusive o guia mais bonito do nordeste! Obrigado Hugo, que aguentou as pontas depois de receber a ASPER "nos peito". Marcelo Xavier, pela excepcional apresentação das noites do evento. Luiz Carlos pelo troféus mais incríveis da escalada. Ao Heraldo Babau pelo belo trabalho nas trilhas. Ao Silas Brito pelas salvações, sempre solicitadas na de última hora! Joseph pelo contato mais providencial feito antes do evento. Luiggi pela parceria. Geovane pelo apoio.Toda a galera da ASPER e do Brejo pelas diversas contribuições, seja com idéias, apoio logístico (gostei de ver a disponibilidade da galera pra ajudar durante o evento!) e até com grana, ao longo desses anos de associação. Aos convidados que ajudaram muito a tornar esse evento tão especial: Júlio Francês, Branca Franco, Eduardo Formiga e Gabriel Veloso.

Mas nem só com serviço se faz um evento desse, então agradecemos imensamente aos patrocinadores: Deuter, Santa Bárbara Imports, Buffalo Wax, aos apoiadores: Bonier, 4Climb, Companhia da Escalada, Heraldo Turismo, Conquista montanhismo, Crux Agarras, Sapo Agarras, Alto Estilo, Empesol, Tribo da Trilha, Mbuzi Outdoor, Climb Tech, à parceria da Prefeitura Municipal de Brejo da Madre de Deus, que fez de tudo pra que os visitantes de Brejo fossem acolhidos da melhor forma na cidade.

Se você não foi, sinto muitíssimo, mas entenda, esse evento é imperdível, ano que vem tem mais! Nos vemos no RN!!

 

PS. Sobraram algumas edições do "Guia de Escalada de Brejo da Madre de Deus", impresso, 100% colorido, 130 páginas, estamos vendendo pelo valor de R$40 com frete grátis. Interessados enviar e-mail para cauivc@gmail.com

Veja mais imagens clicando aqui.

|
Notícia 6/10 de 135